Tragédia traz à tona história de relacionamento abusivo

Postado por Mahana Cassiavillani do blog Um teto só meu na categoria Literatura em 02/02/2015 às 19:40:42 | Cliques: 121

Dia 24 de janeiro desse ano, um homem saiu com seus quatros filhos de casa para nunca mais voltar. Deixou uma carta para a mulher, 18 anos mais nova, informando-a de que aquela era a última vez que veria os filhos.

Comentários

Resenha Escuridão

Resenha Escuridão

Alma tem 17 anos, e nada em sua vida difere das meninas de sua idade: escola, programas com seu grupo de amigas, tédio e impaciência na relação com a família. Até o dia em que vê u... [Continue lendo]
Resenha A Maldição do Tigre

Resenha A Maldição do Tigre

•Páginas: 344 •Autora: Colleen Houck •Data de publicação: 2011 •Editora: Arqueiro •Tem continuação: Sim •Sinopse: Kelsey Hayes, é uma menina que mora com seus pais adotivos,... [Continue lendo]
Resenha Fim do Jogo

Resenha Fim do Jogo

Resenha do Livro Fim do Jogo. Livro de suspense com toque sobrenatural. Ano: 2007 Sinopse: Numa casa assustadora, sete jogadores participam de um jogo mortal. Há apenas 3 regras ... [Continue lendo]
Todos os medos e amores em dobro: Dois poemas amorosos de Stefanny Amaral

Todos os medos e amores em dobro: Dois poemas amorosos de Stefanny Amaral

Hoje tenho o prazer de dividir, mais uma vez, o espaço de minhas solidões poéticas com a fodástica poetamiga Stefanny Amaral, de Teresópolis/RJ. Ex-poetaluna da Escola Municipal A... [Continue lendo]
Da série E...La Luna Nua: Hélio e as noites nubladas (ou Gás nobre contra as nuvens)

Da série E...La Luna Nua: Hélio e as noites nubladas (ou Gás nobre contra as nuvens)

Hoje estreio no blog uma nova série de minicontos e prosas poéticas inéditos de minha autoria que, de vez em quando, será atualizada aqui: a série “E...La Luna Nua”, em homenagem a... [Continue lendo]
Benditos sejam os artistamigos que apoiam meus versos malditos: Helene Camile lê um poema de meu livro “Foda-se! E outras palavras poéticas...”

Benditos sejam os artistamigos que apoiam meus versos malditos: Helene Camile lê um poema de meu livro “Foda-se! E outras palavras poéticas...”

Yeah, amigos leitores, estou muitíssimo contente com a repercussão de meu oitavo livro “Foda-se! E outras palavras poéticas...”! Apesar de (mais uma vez) uma obra poética minha ser... [Continue lendo]
Leitura Nerd: Endofobia Literária

Leitura Nerd: Endofobia Literária

Às vezes a maior dificuldade de fazer algo legal no mundo é que outras pessoas que querem fazer a mesma coisa legal vão tentar te pôr pra trás a todo custo.. Dá uma olhada:
Solidões Compartilhadas de Páscoa: A Expectativa Mortal de Lainha Loiola

Solidões Compartilhadas de Páscoa: A Expectativa Mortal de Lainha Loiola

Numa sexta-feira da paixão, não há nada mais apaixonante que ler um fodástico conto da fascinante escritoramiga Lainha Loiola, de Brasília/DF.
A confusão da solidão no caminho dos barcos, o primeiro curta-metragem de 2015 do Luz, Câmera... Alcino!

A confusão da solidão no caminho dos barcos, o primeiro curta-metragem de 2015 do Luz, Câmera... Alcino!

Yeah, amigos, o primeiro bimestre ainda está no meio e o Grupo Luz, Câmera... Alcino!, da Escola Municipal Alcino Francisco da Silva, de Volta do Pião, região rural de Teresópolis/... [Continue lendo]
O homem livre no poema de Carlos Patryk Stvanin Ramirez

O homem livre no poema de Carlos Patryk Stvanin Ramirez

Vale a pena ler e reler o poema de Carlos Patrik Stvanin Ramirez, amigos leitores, e que venham mais incríveis textos desse talentoso gênio lucidamente louco!
Mais uma dose lírica? É claro que eu tô afim!!! Sarau Solidões Coletivas Exageradas foi fodástico demais!

Mais uma dose lírica? É claro que eu tô afim!!! Sarau Solidões Coletivas Exageradas foi fodástico demais!

conteceu no no sábado, dia 28/03/2015, às 17:30h, na Biblioteca Municipal D. Pedro II, no Centro de Valença/RJ (em frente ao Shopping 99), mais uma fodástica festa lírica do Sarau ... [Continue lendo]
Solidões Cazuzísticas Compartilhadas: O poeta visionário de Gilda Maria Rachid Dias

Solidões Cazuzísticas Compartilhadas: O poeta visionário de Gilda Maria Rachid Dias

Hoje trago mais uma maravilhosa escritoramiga que entrou na onda lírica das homenagens: Gilda Maria Rachid Dias, em seu poema inédito e super-recente (ela me enviou o fodástico tex... [Continue lendo]
Eduardo e Mônica em versão cazuzística com o ritmo de Cecilia e solos de Clapton

Eduardo e Mônica em versão cazuzística com o ritmo de Cecilia e solos de Clapton

Me veio a proposta poética louca de, ao invés de homenagear cada artista com um poema – como o Mestre Alexandre Fonseca já fez primorosamente -, misturá-los como loucos personagens... [Continue lendo]
Sábado de sonhos, sonetos e versos soltos: Sarau Solidões Coletivas no Grande Circuito Cultural

Sábado de sonhos, sonetos e versos soltos: Sarau Solidões Coletivas no Grande Circuito Cultural

No sábado, dia 21/03, a partir do meio-dia, aconteceu o Grande Circuito de Cultura do Movimento Identidade Cultural, FEBACLA e ANBA, no Restaurante Bela Vista, em São Gonçalo/RJ.
I Sarau Poetizar: O lado brilhante e lírico de The dark side of the moon

I Sarau Poetizar: O lado brilhante e lírico de The dark side of the moon

Aconteceu ontem, dia 14/03, no Billa’s Bar, no bairro Monte D’Ouro, em Valença/RJ, mais um fodástico evento cultural na Princesinha da Serra: o I Sarau Poetizar, em tributo poético... [Continue lendo]
Rock Poemas Pinkfloydmaníacos: O lado escuro de MUon ou A ditadura dos Mobs

Rock Poemas Pinkfloydmaníacos: O lado escuro de MUon ou A ditadura dos Mobs

Yeah, amigos leitores, hoje retorno com dois rock poemas inéditos, inspirado no célebre álbum “The Dark Side Of the Moon”, da banda britânica de rock progressivo Pink Floyd.
A Autodestrutivografia de Juliana Guida Maia

A Autodestrutivografia de Juliana Guida Maia

Depois de tempos (eras!) de silêncio, seu eu lírico retorna com um grito-sussurro, um quase anti-autorretrato, uma quase “anti si mesma”; um poema fascinante pelo contido-incontido... [Continue lendo]
O outono e o andarilho de Isabel Cristina Rodegheri Maia

O outono e o andarilho de Isabel Cristina Rodegheri Maia

Yeah, amigos leitores, a poeta-musa mais-que-fodástica (e mais amada pelo blogueiro que vos fala) está de volta! Juliana Guida Maia, artista-musa filha da mestre-musa Isabel Cristi... [Continue lendo]
Vale a pena ler de novo: O caminho novo de Jéssica Ribeiro dos Reis

Vale a pena ler de novo: O caminho novo de Jéssica Ribeiro dos Reis

Não, realmente algumas datas jamais deveríamos ignorar e dia 10 de março é uma delas. Se o dia 08 de março é o Dia Internacional da Mulher, o dia 10 de março merece também destaque... [Continue lendo]
A Mulher eternizada no lirismo fascinante de Gilda Maria Rachid Dias

A Mulher eternizada no lirismo fascinante de Gilda Maria Rachid Dias

Trago, estreando no blog, um poema da fodástica escritoramiga Gilda Maria Rachid Dias, de Valença/RJ. Genial cronista, Gilda também ilumina nossos olhos leitores com uma poética vi... [Continue lendo]
19915
Literatura
Próxima página